Exposição Gênese Sertaneja: A Interconexão Cultural do Museu Regional de Arte e Museu Casa do Sertão

 DSC_0966 1

Fotografia : Hortência Sant’Ana

Exposição Gênese Sertaneja:

A Interconexão Cultural do Museu Regional de Arte e Museu Casa do Sertão

Acontece no Centro Universitário de Cultura e Arte – CUCA, dia 23 de março, abertura da Exposição Gênese Sertaneja: A Interconexão Cultural do Museu Regional de Arte e Museu Casa do Sertão / UEFS, unindo num só espaço, sensibilidade e subjetividade artística com a realidade sociocultural sertaneja, em especial, aspectos do cotidiano e elementos do ofício do vaqueiro. Representam-se na articulação dos acervos de mobiliário; ornamentos; instrumentos; indumentária; pinturas; esculturas e fotografias; registros estéticos da sociedade e da Cultura Nordestina.

A mostra que remonta origens institucionais do Museu Regional de Arte – MRA (fundado há 51 anos como o primeiro museu do interior do estado) apresenta parte do acervo do Museu Casa do Sertão – MCS (que em 2018 completa 40 anos de existência). Simboliza ainda, o inicio de uma nova etapa para atuação conjunta dos Museus Universitários, ao antecipar o papel pedagógico e colaborativo da Rede de Museus UEFS. Segue-se uma tendência de atuação referendada no campo museal pelo Conselho internacional de Museus (ICOM) e pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) de fomento, articulação e visibilidade a acervos e públicos.

Destacam-se na exposição: o painel “Vaquejada” autoria de Juraci Dórea, elaborado e doado em dois momentos (quando da inauguração do Museu Casa do Sertão 1978 e em 2018 reelaborado em suporte de tela); a Xilogravura “Pilão de Milho” do poeta e cordelista Franklin Maxado, ex-diretor do MRA e do MCS; Audiovisuais; e pinturas como “O Cangaceiro” de Aldemir Martins e “Pastoral” de Floriano Teixeira, datadas da década de 1960.

Paralelo à mostra, ainda é possível interagir com uma intervenção do artista Luiz Natividade denominada NATI-XILO. Nela a atenção do visitante é arrebatada pela instalação de mais de 100 xilogravuras, dispostas subversivamente nas paredes do museu, reacendendo discussões sobre binômios como arte-artesanato, cultura popular e erudita, através da Xilogravura e do Cordel. O artista é natural de Junqueiro, em Alagoas, e se estabeleceu na Bahia. Cursou Artes Plásticas na Escola de Belas Artes/UFBA, sem relegar suas raízes. Agitador cultural desenvolve o Projeto de Xilogravura em que são ministrados cursos, palestras, exposições e oficinas.

Na abertura serão realizados experimentos com o público presente.

Fica o convite a interagir no/com o sertão.

AGENDAMENTO ESCOLAR ESPECIAL

Vernissage
23 de Março 2018 ás 15:00 h.
Exposição
23 de Fevereiro á 10 de junho de 2018
Visitação: segunda a sexta 8:00 h às 12:00 h; 14:00 h às 18:00 h.
Endereço: R. Conselheiro Franco 66, Centro, Feira de Santana – BA.

mra.cuca@uefs.br

Veja abaixo algumas fotos dos bastidores:

Fotografia: Hortência Sant’Ana

Feira Tem Teatro – Espetáculo Matraga e Espetáculo Amor Marginal

Colagem sem título(1)

Feira Tem Teatro

O movimento teatral está se fortalecendo em Feira de Santana. No ano de 2017, o Festival Polo Teatral, promovido pela produtora Caderno 2, patrocinada pela empresa Braskem, selecionou os 12 (doze) melhores espetáculos do interior baiano dentre 156 trabalhos. A cidade de Feira de Santana foi a única que entrou com 4 (quatro) espetáculos de três grupos atuantes. Dois desses grupos estão promovendo o Feira Tem Teatro, projeto que prevê apresentações de espetáculos da cidade a cada mês, durante dois dias, sempre no Teatro do Cuca.

E no mês de março, em que se comemora o dia do teatro, o projeto traz uma programação especial para quem gosta ou quer conhecer as produções locais. Dois grandes espetáculos serão encenados nos dias 24 e 25 de março e têm a direção de Geovane Mascarenhas.

O primeiro, Amor Marginal, é um trabalho de experimentação. Com uma colagem de textos de Plinio Marcos e músicas de Jhonny Hooker, a peça é encenada na sala 09 da instituição e o público se sente participante, como cliente de um bordel. O espaço é limitado para 60 pessoas e os ingressos serão vendidos no local a um valor de R$8,00 para quem vai só assistir a esse trabalho.

O segundo espetáculo da noite, Matraga foi indicado ao Prêmio Braskem de Teatro em 2017 na categoria: Espetáculo do interior. É uma montagem do Grupo Conto em Cena.

O espetáculo é uma adaptação da obra A hora e a vez de Augusto Matraga, de Guimarães Rosa e, relata a saga de um homem – o maior valentão e temido do lugar – em busca de sua redenção. Após uma surra, que quase o levou à morte, ele acredita que sua hora de entrar no céu irá chegar e, através da fé, da comunhão e do trabalho, busca a regeneração dos seus pecados. Os ingressos serão vendidos no local a um valor de R$24,00 (inteira) e R$ 12,00 (meia).

Regina Luz, professora de redação e mãe da cantora Larissa Luz, que prestigiou a apresentação do espetáculo na capital, comentou nas redes sociais: “Ontem fui assistir ao espetáculo Matraga e fiquei encantada com a leveza dada ao texto de Guimarães Rosa. O cenário de uma sutileza e encanto que só! A narrativa é atrativa e dessa forma a literatura vai chegando aos nossos jovens!”.

SERVIÇO:

O QUÊ: ESPETÁCULOS: AMOR MARGINAL, ÀS 19H E MATRAGA, ÀS 20H

ONDE: TEATRO DO CUCA

QUANDO: DIAS 24 E 25 DE MARÇO

CLASSIFICAÇÃO: 14 ANOS

INGRESSOS: R$ 24,00 INTEIRA E R$12,00 MEIA

PROMOÇÃO: SE O PÚBLICO PRESTIGIAR OS DOIS ESPETÁCULO, PAGARÁ O VALOR DE MEIA DE MATRAGA= R$12,00 + R$5,00 PARA AMOR MARGINAL

 

Estreia da temporada de 2018 do DOMINGO TEM TEATRO

DTT - 1º SEMESTRE - POST TEASER (ESTREIA) boa qualidadeUm mundo de sensações aguarda por você na volta do Domingo Tem Teatro com o espetáculo “A RÁDIO DO SEU CORAÇÃO”

Inspirado na época de ouro do rádio no Brasil, com seus programas, apresentadores, jingles, cantores e cantoras, o espetáculo“A RÁDIO DO SEU CORAÇÃO” traz cenário de dança, música ao vivo, teatro e arte circense que se entrelaçam num espetáculo emocionante e criativo, de classificação livre, sendo indicado para crianças e adultos. O espetáculo  faz única apresentação no dia 25 de março às 10h30 no Teatro do CUCA em comemoração ao Dia Mundial do Teatro e o Dia Nacional do Circo que são comemorados no dia  27 de março.

Além do espetáculo, o público é convidado a chegar mais cedo ao espaço que abre a partir das 9h para vivenciar um mundo de sensações e emoções. “Proporcionar as crianças e adultos um momento lúdico de prazer e alegria através  do toque, do cheiro, da alegria de sentir e estar presente é uma das  propostas de interação e intervenção para a nova temporada do Domingo Tem Teatro”, diz Elizete Destéffani, Produtora e coordenadora dos Projetos da Cia. Cuca de Teatro.

O Domingo Tem Teatro é um Projeto realizado pela Cia. Cuca de Teatro desde 2005 em Feira de Santana e nessa temporada conta com o patrocínio das empresas Pererê, Atacadão São Roque, BN Mascarenhas, Vipal e do Governo do Estado da Bahia, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. O Projeto acontece de março a dezembro sempre às 10h30 no Teatro do CUCA.

SERVIÇO DOMINGO TEM TEATRO:

QUANDO: Dia 25 DE MARÇO ( ESTREIA DA TEMPORADA DE 2018)
ESPETÁCULO: “A RÁDIO DO SEU CORAÇÃO” (ÚNICA APRESENTAÇÃO)
GRUPO: Coletivo baiano de Circo – BA
HORÁRIO DO ESPETÁCULO : Às 10h30
INGRESSOS: R$ 16,00 (Meia Promocional para adultos), R$ 14,00 (Para sócios) BILHETERIA: PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO E LAZER: A partir das 9h.
LOCAL: Teatro do CUCA (Rua Conselheiro Franco, 66 – Centro – Feira de Santana – BA)
REALIZAÇÃO: Cia. Cuca de Teatro 20 anos
MAIS INFORMAÇÕES: (75)3491- 8992 / domingotemteatro@gmail.com