Recital de Piano – Prof. Paulo Gondim

21100586_1561212620588263_727871064_n

Paulo Gondim – pianista, compositor e arranjador. Nasceu em Fortaleza, Ceará, Estudou piano com as melhores professoras de Fortaleza. Sua mãe, Maria de Lourdes Gondim, grande pianista, compositora e poetiza, viu que o filho precisava seguir seus estudos num centro urbano maior. E assim ele veio para a Bahia.

Gondim chegou aqui em 1957 para estudar nos famosos Seminários Livres de Música, hoje Escola de Música da UFBA. Ganhou uma bolsa para estudar piano com Sebastien Benda. Se graduou em 61 e seguiu estudando por mais dois anos no curso de especialização com Pierre Klose.

No início dos anos 60, Gondim lotou a Reitoria como solista da orquestra da UFBA, num concerto antológico. Fez a estreia na Bahia da Rapsódia em Blue de Gershwin, e nessa mesma noite tocou também o Concerto no. 1 de Liszt. Ele também estreou aqui o concerto em Fá de Gershwin e o concerto de Aaron Kachaturian.

Sempre foi muito atuante como recitalista e camerista. Teve um duo por muitos anos com o clarinetista Klaus Haefele, professor aposentado da Emus, realizando tournées pelo estado e pelo país. Foi o pianista do Conjunto de Música Nova, depois Bahia Ensamble, especializado na música contemporânea produzida pelo grupo de compositores da Bahia. Acompanhou recitais de graduação de inúmeros alunos, e até hoje se dedica à pesquisa e divulgação da obra de sua mãe Lourdes Gondim, tendo gravado um LP e depois o CD Album de Família com algumas de suas obras, além de ter revisado e publicado um álbum de partituras com algumas de suas lindas valsas, choros e tangos brasileiros.

Foi tenor do Madrigal da UFBA até os anos 80, e muitas vezes tenor solista do grupo. Gravou um disco como tenor, cantando as canções do maestro Santa Fé Aquino.

Teve uma carreira linda como professor, na Escola de Música da UFBA e no Instituto de Música da Universidade Católica, tendo formado diversos pianistas. Entre seus alunos, Diana Santiago, Eduardo Torres, Raimundo Magalhães, Teca Gondim, Dailze Gusmão, Saulo Gama, Marcelo Gauter, entre outros. Gondim mantém alunos particulares, e muitos dos seus antigos alunos, hoje profissionais, não dispensam seus conselhos antes de algum recital ou concerto.

O Gondim compositor e arranjador tem trabalhado cada vez mais em suas composições, e o resultado tem sido a publicação de vários álbuns de peças deliciosas, e o CD autoral, Puro Prazer. Ele já tem um novo álbum quase pronto para ser lançado. Em suas obras ele tem empregado vários gêneros, entre estudos, peças características, valsas, choros, sempre com uma riqueza rítmica muito grande e com seu inconfundível tempero jazzístico com harmonias lindas e ousadas, do grande pianista e improvisador que é.