Programação de exames de desempenho prático e entrevistas 2022.2

A Comissão de Credenciamento do CUCA torna pública a programação de exames de desempenho prático e entrevistas para obtenção de Atestado de Habilidade Técnica, referente ao Edital 03/2021.

Para ver o escalonamento dos exames práticos e das entrevistas clique na linguagem artística.

  • Artes visuais
  • Dança e atividades corporais (em breve)
  • Música (em breve)

Clique aqui para ver o edital 03/2022

Exposição Exuberância – Tonho da Bahia

CUCA - EXUBERANCIA - CONVITE(4)

 

José Antônio dos Santos Pereira ou apenas “Tonho da Bahia” apareceu na oficina de pintura que eu ministrava no CUCA anos atrás. Logo percebi que pouca coisa poderia ensinar a este homem, que carregava dentro de si, toda uma cultura ancestral. De forma muito curiosa esta exposição apresenta uma visão geral do inconsciente popular. O que não significa que esta seja uma mostra apenas sobre seres arquetípicos, temos os personagens do cotidiano de Antônio e as paisagens que o rodeia. O fenômeno que a arte produziu no pensamento deste artista, que descobriu nesta exposição seu potencial amadurecimento, foi notável.

Nesta exposição a pintura está associada a noção do próprio devenir, quase como um texto, pelo qual se podem perceber e interpretar aspectos do mundo mágico e telúrico do artista. Antônio estabelece relações interpessoais que agem na esfera do inconsciente coletivo.

Jorge Galeano (curador)

Reabertura da Galeria Carlo Barbosa

tonho da bahia

 

No dia 15 de setembro de 2002, às 19:30, acontecerá a reabertura da Galeria de Arte Carlo Barbosa do Centro Universitário de Cultura e Arte, com a exposição “Tonho da Bahia”.

 

Tonho da Bahia e o papel social do CUCA

 

                Quem visitar a página do CUCA na internet e buscar, entre a descrição de seus setores constituintes a caracterização da Galeria Carlo Barbosa, encontrará a informação de que tal setor “destina-se a atrair artistas locais e regionais para exposição de seus trabalhos, promovendo a valorização e a difusão das diferentes expressões das artes visuais e formas de expressão cultural, além de oferecer um espaço alternativo ao circuito das galerias comerciais de arte, abrindo o campo para novos talentos”.E ante tal descrição, parecerá muito natural que Antonio Pereira (Tonho da Bahia) esteja ocupando esse espaço, dada o seu reconhecimento artístico, consagrado por meio da seleção, em 2017, para Bienal Internacional de Arte Naïf Totem Cor-Ação, no município de Socorro (SP).

Mas tal constatação não diz tudo sobre Tonho da Bahia ou sobre o espaço que o recebe. E tal relação não é incidental. Tonho tem uma trajetória de vida que certamente encontra eco no percurso de muitos outros artistas naifs, pelo menos no cenário das artes brasileira e baiana. Atuando como auxiliar de serviços gerais no CUCA há muitos anos, somente em 2014, aos 54 anos, teve seus primeiros contatos com o programa de formação artística que ajudava a dar forma com seu trabalho quotidiano. No programa de formação artística cursou inicialmente oficinas de violão e teatro, mas foi nos cursos de desenho e pintura, esses último sob as orientações de Avelina Bitencourt e Jorge Galeano, respectivamente, que Tonho encontrou sua identidade e mais vívida forma de expressão.

Transcorridos cinco anos de sua participação na Bienal Internacional, a arte de Tonho, confere-lhe autoestima, reconhecimento, sentido e propósito. Integra-o, na medida em que lhe traz visibilidade e amplia a voz, ‘privilégios’ que nem sempre estiveram ao seu alcance, como de resto não estão para tantos e tantas que, como ele, experimentam um lugar social marcado por restrições e desafios, desiguais e desproporcionalmente impostos.

Um tal movimento, contudo, viceja como expressão concreta e deliberada de uma política institucional que vê nas artes o potencial de acolher, integrar e expressar potencialidades, experiências e sensibilidades, de forma emancipadora e cidadã. É o CUCA a instância da UEFS que dá concretude a tal política, e a Galeria de Arte Carlo Babosa um dos locus dessa vivência. Ao receber a exposição de Tonho da Bahia, a Galeria manifesta objetivamente uma perspectiva de trabalho pautada pela noção de democracia cultural (aquela que reconhece a pertinência e validade de diferentes expressões da cultura popular) e não só da democratização das artes (noção que parte da premissa de assegurar o acesso da população a formas de expressão artísticas tidas como consagradas).

Ao montar a presente exposição, a Galeria Carlo Barbosa, concretiza, portanto, um ciclo, que se inicia com a autodescoberta de um artista popular, o assenhoreamento de sua identidade e valor, e ganha forma com sua apresentação ao público, que há também de se reconhecer nas representações do quotidiano feirense, e de sua gente, através do olhar, do traço e das cores singulares de Tonho da Bahia.

 

Aldo José Morais Silva

Diretor do CUCA

06/09/2022

 

Homologação de requerimentos – Exame 2022.2 (Edital 03/2022)

EDITAL 03/2022 – EXAME PARA RECONHECIMENTO DE HABILIDADES E COMPETÊNCIAS TÉCNICAS E ARTÍSTICAS

Clique aqui para ver a lista de requerimentos homologados para o exame 2022.2

Período de realização do exame: 20/09 a 04/10/2022.

Conforme está previsto no edital, a programação (por área artística) será divulgada até 24 horas antes do início dos exames.

 

Atenção!

Cancelado

Em razão de questões particulares ao Artista, informamos o cancelamento da Exposição Movimento, com abertura prevista para 25 de agosto, próxima quinta-feira.
Lamentamos o ocorrido e estamos trabalhando para realização de um novo trabalho. Breve divulgaremos nova agenda de reabertura da Galeria.

Reabertura da Galeria de Arte Carlo Barbosa

foto galeria

expo galeria

No dia 25 de agosto de 2022 acontecerá a reabertura da Galeria de Arte Carlo Barbosa, com a exposição intitulada “Coleções”, do artista Pithon, o vernissage acontecerá das 19:30 às 21:30.

A Galeria teve suas atividades externas interrompidas no ano de 2016 para reforma da estrutura do prédio. Após o período de reestruturação dos espaços, o setor retomará suas atividades em agosto de 2022.

A Galeria de Arte recebe o nome do importante artista plástico feirense, Carlo Barbosa. Destina-se a atrair artistas locais e regionais para exposição de seus trabalhos, promovendo a valorização e a difusão das diferentes expressões das artes visuais e formas de expressão cultural, além de oferecer um espaço alternativo ao circuito das galerias comerciais de arte, abrindo o campo para novos talentos. Propõe-se assim a realizar exposições individuais e/ou coletivas com novos e renomados artistas com a finalidade de demonstrar o que acontece com a arte em nível profissional na contemporaneidade.

A realização de exposições na Galeria Carlo Barbosa, ocorre a partir de inscrições feitas por meio de edital anual, as propostas inscritas são analisadas por uma comissão de seleção e os resultados são divulgados pelo CUCA. As exposições ocorrem no decurso do ano subsequente à publicação do edital.